fbpx

A importância do Pré-Natal Odontológico

Pré-natal odontológico - Barini Ortodontia

A gravidez é um momento inesquecível na vida de qualquer mulher, este acontecimento traduz muitos sentimentos ao mesmo tempo: amor, medo, surpresa, gratidão.

Quando nos referimos a gestação, a primeira diretriz é o pré-natal: realização do pré-natal representa papel fundamental na prevenção e/ou detecção precoce de doenças tanto maternas como do feto.

Procurar um ginecologista obstétrico é essencial para os primeiros cuidados, realização dos exames, prescrição de vitaminas, ultrassonografia etc.

Mas, o que muitas mulheres não se atentam: é para saúde bucal neste período, e o quanto o pré-natal odontológico é imprescindível, essencial e de extrema prioridade.

Com tantas informações chegando ao mesmo tempo, muitas futuras mamães sentem-se um pouco perdidas, em como lidar com as mudanças ocorridas durante a gravidez, e principalmente se devem continuar com alguns cuidados que realizavam antes da gestação.

Mito ou verdade: procedimentos bucais podem ser prejudiciais a mãe e ao bebê?

Muitas mamães sentem medo quando se fala em qualquer tipo de tratamento bucal durante a gravidez, por acharem que de alguma forma estarão prejudicando sua gestação.

Algumas delas passam por este período com sangramento gengival, ou dor nos dentes sem buscar o atendimento especializado de um dentista, por receio de qualquer tipo de medicamento que seja prescrito.

Pré-Natal Odontológico por quê fazer?

Quando mencionamos os cuidados durante a gestação devemos pensar de forma ampla, e não limitarmos somente as consultas com seu médico ginecologista.

A ação multidisciplinar (atuação de várias áreas juntas, neste caso a saúde) visa um cuidado completo em relação a mãe e o bebê.

Por recomendação do Ministério da Saúde, as carteirinhas de gestantes, entregues em sua primeira consulta de pré-natal, salienta o cuidado com a higiene bucal e consultas odontológicas mais frequentes.

Prevenção é o primeiro passo para um bom pré-natal, não seria diferente quando nos referimos ao pré-natal odontológico:

  • Prevenir hábitos inadequados para que não ocorram doenças bucais indesejáveis;
  • Reeducar focando na necessidade de consultas mais frequentes ao consultório do dentista;
  • Rotina de qualidade de vida.

Importância deste acompanhamento:

  • A presença de qualquer tipo de infecção pode induzir um parto prematuro, com o nascimento de um bebê de baixo peso.
  • Durante a gravidez, e de maneira especial no terceiro trimestre, a mulher apresenta uma diminuição na capacidade fisiológica do estômago e pode ingerir menos quantidade de alimentos.
  • Porém com maior frequência, podendo, assim, haver um aumento no risco de cárie devido à tendência que há nas gestantes de comer mais vezes, entre as refeições
  • Este aumento na frequência de alimentos associa-se à possibilidade de que o estado geral da gestante a induza ao descuido da sua higiene bucal.
  • Além disso, parece haver hipersecreção das glândulas salivares no início da gravidez, que cessa por volta do terceiro mês e coincide com o desaparecimento dos enjoos e ânsias de vômito constantes na gestação.

Portanto, cuidar de todo o corpo, incluindo a saúde bucal é essencial para uma gestação saudável e tranquila.

Mulheres com gestação de alto risco podem realizar o pré-natal odontológico?

A resposta é sim, a prevenção é o primeiro passo para a gestante, e principalmente se sua gravidez for de alto risco, pois com este tipo de gestação merece um atendimento mais cuidadoso.

O dentista atuará primeiramente na prevenção e orientação e caso haja necessidade, deverá intervir com o tratamento em qualquer período da gestação.

 Lembrando que os cuidados e tratamento oferecem menos risco ao bebê, do que deixar de tratar e correr o risco de alguma infecção mais grave na área bucal.

Interação entre profissionais da saúde para cuidados durante a gestação.

As futuras mamães tornam-se receptivas a qualquer assunto ligado à sua gestação, seu cuidado com o bebê que está se formando a cada dia.  Quando realizam sua primeira consulta com seu ginecologista obstétrico depositam neste profissional muita confiança, pois durante a gravidez será ele quem irá realizar todo o seu acompanhamento.

Este laço de confiança. pode se estender quando este profissional entende a importância do cuidado odontológico, troca de informações entre médico e dentista serão de grande valor, para que a mulher não corra nenhum tipo de risco e ainda se cuide de forma ampla e segura.

Como proceder para iniciar o pré-natal odontológico?

Após ler todas as informações mencionadas neste artigo, com toda a certeza você mamãe deve estar se perguntando, por onde começar, visto que estes esclarecimentos são novos e muito pertinentes.

Procure um profissional de confiança, que lhe esclareça qualquer dúvida tanto em relação a prevenção, quanto ao tratamento bucal.

Perceba que o pré-natal odontológico é algo muito mais do que estético, é um acompanhamento imprescindível para prevenir qualquer tipo de complicação durante a gravidez, permitindo que a mamãe seja tratada de forma completa.

Além de que, implica em gerar novos hábitos, o pré-natal deve durar após a gestação, pós-parto e posteriormente incluindo a criança em consultas com o odontopediatra.

Portanto, a saúde bucal se faz necessária em qualquer fase das nossas vidas, principalmente em um momento tão incrível quanto a gravidez, onde todo o cuidado será benéfico e necessário para uma gestação tranquila e saudável. Viu como é importante fazer seu pré-natal odontológico? Agende agora sua avaliação.

 

Dr. Pedro Barini
Dr. Pedro Barini
CRO-GO 3286

Deixe uma resposta

Open chat
Agende Sua Consulta